Hamster; Prolífero e brincalhão

Para quem não é familiarizado com o pequeno hamster, na primeira impressão pode confundi-lo com um ratinho. Mas o bicho não tem nada a ver com essa praga urbana. Pelo contrário. Hamster é um animal limpo, dócil e se sai muito bem principalmente como mascote de crianças e adolescentes. Ele é divertido e brincalhão. Dentro de uma gaiola, com bom espaço e equipada com brinquedos, pula, corre, equilibra-se e vive sem dar trabalho para o dono.

Mamífero e roedor, o hamster possui diversas variedades. A maioria habita áreas do semideserto. Contudo, apenas cinco espécies são domesticadas: chinês; roborovski; anão russo campbells; anão russo branco invernal; e sírio, uma das mais adequadas para a criação.

Coberto por pelos finos e com textura macia, o sírio possui várias cores, como branco, bege, cinza ou preto, além de bicolor e angorá. Quando adulto, pode medir até 15 centímetros e pesar, em média, 100 gramas. Também conhecido como dourado, devido à sua cor castanho original, conta-se que o sírio foi capturado no norte da Síria nos anos 30, para ser usado como cobaia em pesquisas científicas. Dócil e fácil de criar, passou a ser adotado como animal de estimação.

Sem exigir muitos cuidados, o hamster é fácil de lidar, tem alta produtividade e retorno rápido. Criado em cativeiro, não transmite doenças, não tem cheiro, não faz barulho, nem tem restrição às condições climáticas, mas prefere locais com temperaturas mais elevadas, até 30 graus célcius, embora o lugar deva contar com ambiente fresco. Também é bom evitar locais onde o sol bate diretamente e com correntes de ar. O hamster tem hábito noturno. A maior parte de suas atividades concentra-se a partir do entardecer, sendo as lambidas para higiene pessoal a primeira delas.

Os alimentos, em geral, são rações balanceadas compradas em lojas de produtos agropecuários. De filhotes a adultos, comem sempre a mesma nutrição. Também gostam de frutas, legumes e grãos, como milho, amendoim e sementes de girassol. Lojas de produtos de animais vendem frutas secas que podem ser fornecidas em pequenas doses.

Fonte: revistagloborural.globo.com

Post anterior
Alimentação da tartaruga. E agora?
Próximo post
Peixe-beta: 3 dicas que farão de você um especialista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu